Notícias

Adoção é um ato de amor.

  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
HomeNotícias

O que você faria? (UNICEF)

Carta das Nações Unidas

Clique aqui para ler

Informativo

Seu nome
Please let us know your name.
Seu email
Please let us know your email address.
Opção
Invalid Input

Pedro* tem 19 anos e antes de ser detido por assalto não se preocupava com nada. Gostava de andar com más companhias e 'praticar coisas erradas'. Um ano após cumprir medida socioeducativa na Fundação Casa de São Carlos (SP) o pensamento mudou e a vontade de estudar ganhou força. Nos próximos dias ele começa um curso de torneiro mecânico e vê no aprendizado a oportunidade para um recomeço.

O jovem, que está prestes a ganhar a liberdade, vai estudar no Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). O incentivo veio da equipe pedagógica da Fundação.

Leia mais...

Por: Edgard Júnior, da ONU News

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) quer combater o trabalho infantil em áreas de conflito e desastres.

Neste 12 de junho, a agência da ONU marca o Dia Mundial contra o Trabalho Infantil.

O diretor do escritório da agência da ONU em Nova Iorque, Vinícius Pinheiro, falou à ONU News, sobre a iniciativa.

Leia mais...


 

Foto : BBC Brasil

Aos 13 anos de idade, Maria entendia pouco sobre seu próprio corpo. Demorou quatro meses para descobrir que esperava um filho - fruto da primeira relação sexual que teve na vida, com um homem de 21 anos. Até receber a notícia da gravidez, Maria não sabia como ocorre uma gestação - jamais tinha recebido qualquer orientação em casa ou na escola. Tampouco sabia que a lei brasileira configura situações como a dela como estupro de vulnerável.

No posto de saúde de Autazes (AM), município a quatro horas de distância de lancha e carro de Manaus, Maria recebeu um único atendimento psicológico. O objetivo do profissional, conta ela, foi explicar o que era ser mãe.

Leia mais...

Pais ignoram o que os filhos fazem na internet

Sábado, 09 Setembro 2017 22:41 Publicado em Notícias

 

 

 


A maioria dos pais não deixaria seus filhos atravessarem a rua sozinhos ou conversarem com estranhos sem supervisão. Mas, surpreendentemente, quase um quarto deles deixa as crianças e os adolescentes navegarem na internet desacompanhados, e apenas um terço se preocupa com os riscos que os filhos correm no mundo virtual. Os dados são da Pesquisa de Riscos de Segurança para o Consumidor de 2016, da empresa de segurança cibernética Kaspersky Lab, realizada com mais de 12 mil pessoas.

Leia mais...