Devo procurar um psicólogo quando meu filho adotivo chegar?

Adoção é um ato de amor.

  O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
HomeAdoçãoDevo procurar um psicólogo quando meu filho adotivo chegar?

O que você faria? (UNICEF)

Carta das Nações Unidas

Clique aqui para ler

Informativo

Seu nome
Please let us know your name.
Seu email
Please let us know your email address.
Opção
Invalid Input

Devo procurar um psicólogo quando meu filho adotivo chegar?

Sei que a sua ansiedade é grande esperando seu filho, filha que está talvez em algum lugar neste momento, que não é com você. E com certeza você faz inúmeros planos, tem sonhos e planos para ela (ele).

Como qualquer filiação, a adoção é cercada por mitos, preconceitos medos e dúvidas. A adoção é particularmente especial por suas características únicas e há vivências e experiencias que só aqui encontramos!

Se você adotou ou vai adotar um BEBÊ, é provável que surjam dúvidas e incertezas sobre o melhor momento de contar para criança sobre suas origens; como contar, o que falar exatamente, até onde ir nessa história. Quando ela crescer, vem o medo dela querer conhecer os progenitores, as vezes medos como roubo ou sequestro de seu filho(a).

Por isso, a resposta para essa pergunta não é PADRÃO! se generalizarmos, todos que passam por essa mudança tão grande na vida como a maternidade e paternidade teriam enormes ganhos se procurassem um psicólogo para terem um espaço de escuta, acolhimento, um espaço para poderem elaborar lutos e perdas envolvidas num processo grande de mudança, auxilio no processo de adaptação entre tantos outros momentos marcantes. Mas nem todos estão preparados para encarar a si mesmo, nem todos estão preparados para cuidar de si. Uma coisa é certa, é fato ! Quem cuida de SI, cuida muito melhor do OUTRO.

Para quem adota uma CRIANÇA MAIS VELHA, que lembre de sua família de origem, com certeza é muito importante fazer esse acompanhamento APÓS A ADOÇÃO! Imagine VOCÊ sendo retirado de sua família ( que pode ser por inúmeros motivos, como negligência, abandono, violência) e de repente sem muita preparação psicológica está em uma outra família, com outros costumes, outras pessoas, outras regras e limites. Como seria PRA VOCÊ?

Pensando pelo lado da criança, são muitas informações para processar . A felicidade vem junto com incertezas, com medos do abandono mais uma vez, medo da devolução, da rejeição. A alegria de ter uma família vem junto com a raiva de ter sido abandonado por aquele que deveria ter sido seu maior porto seguro, vem junto muitas vezes com tristeza e saudades de vínculos anteriores. Então, para crianças mais velhas, SIM! É muito importante que ela possa ser acompanhada por um profissional habilitado principalmente nesse processo de adaptação.

E não raras as vezes que para o ADOTANTE/CASAL essa adaptação também não é complexa, difícil, cheia de desafios.. Birras, testes, o medo da criança não amar, a ansiedade de ser chamado de pai , de mãe, a adaptação pode SIM ser mais tranquila se você fizer um acompanhamento com um psicólogo. Ou seja, IR a um psicólogo não te tornará mais fraco, louco, insano. DEMONSTRARÁ o seu desejo para que essa adoção seja um sucesso, para esses vínculos sejam construídos de forma sólida, com laços fortes.

E é assim que construiremos uma adoção consciente! Com amor, preparação e suporte!

Psicóloga Tatiany Schiavinato - CRP 06/131048 - www.adocaoempauta.com.br 

Atendimentos presenciais e online - (11) 9 4541-9090

FONTE: Adoção em Pauta

Ultima modicacao em Terça, 25 Julho 2017 19:36
магазин DVD фильмов
Battlefield 4 Beta обзоры, тесты, новости